IGREJA AVALIA PROCESSAR CRIADORA DE NOSSA SENHORA COM CHIFRE


Estatuetas de santos com rostos e vestes de personagens famosos vendidas em loja de Brasília (Foto: Ana Smile/Divulgação)

Coordenador da comunicação da Arquidiocese de Brasília, o padre João Firmino afirmou ao G1 nesta terça-feira (23) que a Igreja Católica estuda entrar na Justiça contra criadora de estatuetas de santos caracterizados como personagens de histórias em quadrinhos ou artistas – Nossa Senhora, por exemplo, ganhou versões de chifre, Mulher Maravilha, Malévola, Frida Kahlo, David Bowie, Galinha Pintadinha e Minnie. A responsável pela Santa Blasfêmia, Ana Smile, disse ter crescido dentro da igreja e afirmou não se considerar cometendo nenhuma infração.

"A gente quer evitar que se intensifiquem coisas que já estão acontecendo, como a artista e a dona da loja sofrendo ameaças. Mas isso [as estatuetas] é realmente uma afronta à fé. Não pela arte, a arte não é uma afronta à fé, mas como ela escolheu manifestar essa arte. Ela pegou várias imagens católicas e manifestou algo que em um primeiro momento até poderia ser divertido, mas é um elemento da fé. Acaba que é uma afronta a nós católicos", disse.

ACESSE: 
.: Hino da Campanha da Fraternidade 2016
.: Oração Verdadeira
.: Acredita em Milagre?

"Não é só desenhar uma Galinha Pintadinha, o desenho do Chaves, a roupa do Chaves, elementos do Batman. Na foto que saiu no jornal, é a Nossa Senhora com chifre. Tudo isso afronta a nossa fé, machuca aqueles fiéis", completou.


O padre disse que a posição oficial é de repúdio. "Estamos vendo um jeito de evitar um mal maior. Toda publicidade que faz isso pode levar ao extremismo daqueles que se sentem muito ofendidos com a imagem. Não queremos tornar esse fato como uma manifestação de intolerância religiosa. Tem gente que põe fogo em terreiro de umbanda. Não queremos ninguém invandindo as lojas e quebrando as peças."

Para um grupo de católicos, a iniciativa fere o artigo 208 do Código Penal, que fala sobre crimes contra o sentimento religioso. Em documento enviado ao Ministério Público, o grupo diz ver o trabalho como sátira à fé católica.



“As características fundamentais destas estatuetas foram dadas pela Igreja Católica há pelo menos alguns milhares de anos. O seu uso indevido, além de ser contra a ética, constitui-se como um ato de violência à dita Instituição, bem como ao meu sentimento religioso”, diz o texto.

Que a justiça seja feita. Que Deus continue abençoando a todos nós, que seguimos a doutrina da Igreja Católica Apostólica Romana, que as blasfêmias nos fortaleça cada vez mais. 
Fonte: G1.com
IGREJA AVALIA PROCESSAR CRIADORA DE NOSSA SENHORA COM CHIFRE IGREJA AVALIA PROCESSAR CRIADORA DE NOSSA SENHORA COM CHIFRE Reviewed by Eu & Deus on fevereiro 23, 2016 Rating: 5