O CÂNCER ME ENSINOU QUE EU NÃO DEVO TER PREOCUPAÇÕES


Deixe-me contar para vocês quando não é bom ser positivo.

No começo de 2009, eu recebi uma ligação do meu médico, informando-me que o resultado da minha recente biópsia tinha chegado e tinha dado positivo. Isso não era o que ele e eu esperávamos. É um momento terrível na sua vida quando você descobre que é positivo para o o câncer. Você fica dominado por inundações de medos e perguntas como: “Eu vou morrer?” A vida fica paralisada.

Meu médico discutiu comigo as possíveis opções de tratamento e outros aspectos práticos. Eu não tenho certeza de que eu realmente ouvi muito do que ele disse depois disso: “Nós temos que esperar até saber qual é o tipo e o estágio do câncer.”  Câncer é uma palavra terrível, especialmente quando é usada para te rotular.

Foi um momento difícil – consultas  com mais médicos, exames e mais exames, oito semanas com 40 sessões de radioterapia e, finalmente, cirurgia. Enfim, depois de sete anos, eu sou considerado livre do câncer. Graças a Deus!

O Evangelho de São Mateus diz: “Por isso vos digo, não se preocupem … Por que estão ansiosos? Não se preocupem com o amanhã; o amanhã cuidará de si mesmo“ (Mt 6:25, 28, 34).


É significativo que a palavra inglesa “worry” (preocupar) seja derivada de uma palavra anglo-saxônica, “worien”, que significa “estrangular” ou “sufocar”. É desnecessário dizer que nos preocupamos com coisas, especialmente com aquelas sobre as quais não temos controle. Isso nos sufoca. As pessoas ficam tão ansiosas, preocupando-se com o ontem ou com o amanhã que elas perdem o hoje.

O que eu aprendi durante esses meses preocupantes e ansiosos? Simplesmente: saiba o que você sabe; e o que você não sabe, você não sabe. PONTO FINAL. Atenha-se aos fatos. Não crie catástrofes, inventando seus próprios dragões de medos desconhecidos. E lembre-se: RESPIRE!

Muito rapidamente, saltamos para o escuro covil de catástrofe e medo, presunções e suposições; nós nos sufocamos em nossas preocupações e ansiedades.

No meu livro de “120 Histórias Inspiradoras para Pregar, Ensinar e Falar em Público”, compartilho uma pequena fábula que ilustra este ponto.

Um dia, o Sr. Fatos, o Sr. Fé e o Sr. Sentimentos estavam caminhando sobre um muro. De repente, o Sr. Sentimentos, notável por seu não tão bom equilíbrio, tropeçou e começou a cair do tal muro. Ele estendeu a mão e agarrou Mr. Faith,  puxando-o para baixo. Felizmente, o Sr. Fatos tinha uma boa compreensão da situação e não foi movido facilmente.

O Sr. Fatos foi capaz de ajudar o Sr. Fé a se recuperar, e entre Fatos e Fé, eles puderam ajudar o Sr. Sentimentos a voltar para o muro. Os três continuaram sua jornada ao longo do muro, embora o Sr. Sentimentos estivesse bastante instável o tempo todo.

Então, novamente, saiba o que você sabe; e o que você não sabe, você não sabe. Atenha-se aos fatos.
O CÂNCER ME ENSINOU QUE EU NÃO DEVO TER PREOCUPAÇÕES O CÂNCER ME ENSINOU QUE EU NÃO DEVO TER PREOCUPAÇÕES Reviewed by Eu & Deus on março 07, 2017 Rating: 5