quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

MESMO APÓS MÉDICOS DECLARAREM SUA FILHA COMO MORTA, PAI NÃO DESISTE E ELA VOLTA A RESPIRAR 40 MINUTOS DE ACIDENTE


Uma situação traumatizante para qualquer pai seria ver sua filha/filho em perigo. Você faria para salvá-la(o), certo? Esse pai não mediu esforços, definitivamente.Tudo aconteceu na cidade de Dnipro, na Ucrânia, onde o casal Ruslan e Anastasia Odonec davam uma grande festa de ano novo ao lado dos filhos e de toda a família. Até então, as coisas estavam saindo como planejado: a casa era nova com uma piscina incrível no salão de esportes. Mas o desenrolar da história não poderia ter sido pior.


Em algum momento da noite, os pais estavam na cozinha preparando toda a comida. Enquanto isso, o filho de 5 anos, Radomir, a filha e Alesya, de 3, estavam brincando com um primo mais velho. Mas então, algo pareceu estranho e quieto por um instante. Com tantas crianças assim seria impossível não ouvir risadas, gritos, etc.


Preocupado, Ruslan foi atrás do problema, percorrendo todos os quartos. Ao chegar ao porão, percebeu: Alesya estava imóvel bem no fundo da piscina. Rapidamente, o pai pulou e a retirou de lá, deitando seu corpinho no chão. Sua respiração? Indetectável. Aquilo abalou tanto a mãe que ela acabou gritando e ficando insconsciente segundos depois. No desespero, os avós chamaram uma ambulância enquanto o pai se esforçava ao máximo para tentar salvar a criança. Apesar da falta de técnica para isso, ele sabia algo pelo que tinha visto nos filmes e esperava que aquilo bastasse. Boca a boca e um pouco de pressão em seu peito foi o que Ruslan fez.



Felizmente, 10 minutos depois os paramédicos chegaram para o resgate. Um deles já foi direto se aproximando da menina, pronto para começar o procedimento, mas aquilo simplesmente não parecia estar funcionando. Minutos depois, lá estava seu corpo sem vida. Mas Ruslan não podia simplesmente desistir dela. Por isso, caiu de joelhos, implorando para que fizessem algo.
Por pior que as coisas fossem, eles já estavam ligando para a polícia para registrar sua morte. Mas o pai continuou insistindo: caído de joelhos em frente à ela, continuou a fazer pressão em seu peito. Isso até mesmo depois de um aviso bem claro do médico para ele "parar de torturar o cadáver". Porém, isso não bastou e Ruslan continuou a encher seus pulmões com ar.


Logo, veio a surpresa: 40 minutos depois de o pai tê-la tirado da água, Alesya voltou a respirar, lentamente. Assim que o milagre ocorreu, os paramédicos a levaram para o hospital, pois a menina havia entrado em coma. Foram dias e dias de espera sem saber o que aconteceria.

Para alívio de todos, sua condição logo estabilizou, sendo levada para uma clínica especializada em Moscou. Lá, demorou mais duas semanas até que ela finalmente acordasse. O único problema é que Alesya não havia se recuperado totalmente. Ela não falava, nem enxergava e nem se movia.


Com o tempo, porém, ela os surpreendeu mais uma vez e começou a falar novamente, aos poucos. Depois, foi a visão que voltou e, logo, seus primeiros passos. Meses depois, Alesya estava totalmente recuperada.
Foi por pouco, não?! Você teria feito o mesmo que esse pai? 
Via Best Of Web
Próximo Artigo Próxima Publicação
Post Anterior Próximo Post
Próximo Artigo Próxima Publicação
Post Anterior Próximo Post
 

Por FeedBurner (Seguro e simples)