FREIRAS DERROTAM OBAMA NA JUSTIÇA E GANHAM DIREITO DE NÃO FAZER ABORTOS EM SEUS HOSPITAIS


Governo dos EUA queria obrigar religiosas a oferecerem esterilizações e distribuir anticoncepcionais, além de outros serviços que contrariam suas convicções


Uma congregação religiosa venceu o governo Obama num processo que corria na Suprema Corte do país. Em 2012, o governo norte-americano obrigou todas as empresas e instituições a oferecer plano de saúde aos seus empregados, incluindo controle de natalidade, esterilização e pílulas abortivas. Nesta segunda-feira (16/05), a Suprema Corte decidiu, de forma unânime, que o governo não pode multar a congregação das Irmãzinhas dos Pobres por não obedecer à ordem.

A Corte ordenou ainda que tribunais menores ajudem o governo a escolher um método alternativo para prover serviços, sem exigir a participação das freiras, informa a agência ACI Prensa.

As religiosas alegam que proporcionar esses serviços viola suas crenças. “Tudo o que queremos fazer é servir os mais necessitados entre nós como se fossem o próprio Cristo”, disse a irmã Loraine Marie Maguire, madre provincial da congregação.
FREIRAS DERROTAM OBAMA NA JUSTIÇA E GANHAM DIREITO DE NÃO FAZER ABORTOS EM SEUS HOSPITAIS FREIRAS DERROTAM OBAMA NA JUSTIÇA E GANHAM DIREITO DE NÃO FAZER ABORTOS EM SEUS HOSPITAIS Reviewed by Eu & Deus on maio 17, 2016 Rating: 5